Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Independente

por De Sousa, em 04.06.20

 

Por mais batalhas que enfrento

Mais cicatrizes e dor aguento

Mas para o caminho ser persistente

O objetivo é corpo são e mente

 

Acordo todos os dias a pensar ser independente

O que não vejo e sinto

É que em nada sou diferente,

Se acordar e não ser independente.

 

Quero cada vez mais sentir

Que este sentimento prevaleça

A independência a rir

À espera que ela aconteça.

 

Uma lição retiro

Deste pequeno manuscrito

Que nada somos controladores

Vagueamos apenas nos bastidores.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ilusões

por De Sousa, em 01.06.20

Num rio abastado

Procuro cego e sozinho

Sincronizamo-nos lado a lado, não

Vamos parar este joguinho!

 

Não vale a pena esta aflição

Um sufoco, uma dor em vão

Caminhos distantes, desencontrados

Não continuemos atormentados.

 

Correto, procuro infimamente

Plantamos a árvore, não a semente

Perdido céu estrelado

Estou verdadeiramente ao teu lado?

 

 Corpos atraentes, perspetivas diferentes

Adaptações contínuas e indecentes

Frustrado, sentimentos incontroláveis

Parecia, só parecia, que estávamos estáveis.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Fases

por De Sousa, em 28.05.20

Vivo a vida no limite

O tempo voa sem compaixão

Ele não me permite

Ficar sentado à espera de solução

 

Lutas e desânimos

Problemas por resolver

Busco na vida outro ânimo

Os enigmas hão de resposta ter

 

Continuo a procurar o sentido

Não tenho nada a perder

Já, no entanto, perdi muito

O que é que eu agora vou fazer?

 

Conselhos para a direção certa 

Não cá estás para me dar

Mergulho nesta dor discreta

Esta fase necessita de ultrapassar

Autoria e outros dados (tags, etc)

Energias

por De Sousa, em 26.05.20

As energias são trespassáveis

De corpo para corpo

Energias boas, momentos memoráveis

Energia más voam com o sopro.

 

Uma fonte incomensurável invisível

Que vai para além dos meus limites

À quem do compreensível,

A energia que tu transmites.

 

Pura como uma estrela

Natural como a natureza

Pinto-a numa tela

A energia e a tua beleza.

 

Nada vi antes tão poderoso

Ou nunca me senti tão pequeno

Mesmo o caminho sendo tenebroso

Nunca me senti tão sereno.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Amizade

por De Sousa, em 25.05.20

Como um carro adere à estrada

Os peixes vivem na água,

Suspensa tenho a mágoa,

Sem ti a minha vida, era nada.

 

Uma amizade é como a magia

Como Aveiro pertence à ria

Contínua conexão simbiótica,

Contínua conexão psicótica.

 

A naturalidade das sensações

Fluidez dos pensamentos

Nunca expondo as emoções

Todavia, presentes em todos os momentos

 

A tua ida seria incompreensível

Um crime não punível,

Uma dor sem saída

Mas é injusta, assim, a vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tu

por De Sousa, em 23.05.20

Tu e só tu

Sempre foste tu

Perco me nesse olhar

Esse olhar nu e cru

 

És uma falha no meu sistema

Acabei por dar-te nada e tudo

Perto de ti torno-me surdo e mudo

Tu és o vento e eu a pena

 

És mágica sem truques

Feitiços sem chamas

Viajo para outro mundo

Outro mundo em que me chamas

 

Esta é uma história sem fim

Nada disto tem correspondência

Lamento por não me amares a mim

Com todo o teu amor, na sua essência

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esforço

por De Sousa, em 21.05.20

Não sei se é a minha personalidade

Não sei se tenho maturidade

Nem sei se alguma vez terei certeza

Não sei se terei essa proeza.

 

Penso que controlo tudo

E não tenho nada controlado

Nesta relação, contudo

O meu medo é sobrevalorizado.

 

Sei que não sou perfeito

Tentando-o ser

Será este o meu defeito?

Não te consigo responder.

 

Escrevo-te por algo estar errado

Eu procuro estar contigo

Todos os esforços passam-te ao lado.

 

Provavelmente é por ser o primeiro

Por isso vou ser franco

Dou tanto a ti

Porquê é que não te apercebes o quanto?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Afrodite

por De Sousa, em 19.05.20

Ficarei eternamente sozinho

Se contigo não ficar,

Na estrada à beira do moinho

As tardes íamos lá passar.

 

Uma admiração permanente

Que eu sinto aquando penso em ti

Falta de racionalidade, naturalmente

Chora, beija-me, ri.

 

Expresso o que não sinto

Sinto o que não acreditas

Calças sem um sinto

Não são calças proscritas.

 

Recorro-me ao mau presságio

Não estou preparado para o teu nível

Neste jogo sem estágio

Há claramente um grande desnível.

 

Descrições prolongadas infinitas

Todas as tuas qualidades descritas,

Mas por mais que tente elogiar-te,

Prometo eternamente amar-te.

Autoria e outros dados (tags, etc)

À minha volta

por De Sousa, em 18.05.20

À minha volta

 

Erros sistemáticos no sistema

Ações irracionais, repetidas

O ser humano, tem sempre o mesmo problema

Não aprende com as outras vidas

 

Generalização constante ordinária

Hipocrisia, desta grande sociedade

É comum com a idade emanar maturidade

Sendo esta uma ideia puramente imaginária.

 

Um vazio no pensamento

Autocrítica não se verifica

Será que não se deu o rebento?

Ou será, outra história mítica?

 

Acentuam-se as diferenças geracionais

Agravam-se situações internacionais,

Tudo posto debaixo do tapete

Ofendido, só quem enfia o barrete.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sentir sem sentir

por De Sousa, em 17.05.20

Não percebo o porquê de sentir,

Escondo, sempre o medo de sofrer

Até deixar o meu amor ir,

Não quero mas vai acontecer

Resta-me somente, sorrir.

Um disfarce nas brincadeiras

Um ´´tudo bem´´, conseguido

Dir-te-ia de mil e uma maneiras

Pena, não me ter ouvido.

 

Medo de tomar e não tomar iniciativa

Medo de seguir o meu instinto

Transparente, eu não minto

Está na hora da tua ida.

Admiro-te por tudo o que és

Uma mulher que qualquer um sonharia

Tu és o barco e eu o convés

O teu amor em mim não caberia.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D